Potencialize resultados através da remuneração variável

Potencialize resultados através da remuneração variável

Quando se fala na relação entre funcionários e empregadores, existe um assunto que tende a gerar algum choque entre os dois – o salário. Por muito tempo, especialistas em recursos humanos ponderam sobre qual o impacto que a remuneração pode ter na motivação dos funcionários.

Em sua maioria, teóricos da área acreditavam que a remuneração é algo secundário para a motivação, com fatores como reconhecimento, responsabilização e paixão pelo trabalho sendo os reais motivadores para uma melhor performance dos colaboradores. Embora sejam de fato fatores importantíssimos para alavancar o desempenho, a remuneração continua sendo um fator crucial, podendo tanto ser um excelente motivador quanto um potencial fator de descontentamento.

Existe algo que todos podemos concordar: assim como gostamos de ter um reconhecimento proporcional às nossas entregas profissionais, queremos uma recompensa igualmente proporcional.

Um salário que uma pessoa considera abaixo do que ela merece é algo extremamente desmotivador, gerando sentimentos de frustração tanto pessoais sobre sua própria habilidade e capacidade, quanto perante à empresa. Isso faz com que o funcionário no máximo cumpra com seus deveres, sem buscar melhorias ou inovações, com resultados que tendem a ser medíocres.

Mas será que não é possível fazer com que a remuneração seja mais do que apenas algo já esperado pelos colaboradores? Que seja algo que possa ajudar a gerar maior motivação entre a empresa e incentive a busca por melhores resultados? A maneira mais simples e mais comum no mercado é optar pela remuneração variável.

Como isso funciona?

Basicamente, se trata de uma remuneração com base em resultados alcançados por cada colaborador. No Brasil, é comum ver esse tipo de remuneração para cargos relacionados a vendas, pela forma de comissão, recompensando aqueles que realizarem o maior volume de vendas em determinado período.

 

Porém, existem outras formas de remuneração variável que não são necessariamente relacionadas a vendas. A essência dessa forma de remuneração em si é a recompensa por melhores resultados, que para ser realizada, gera uma porcentagem pré-determinada em relação ao resultado alcançado ou objetivo definido para o período.

Como aplicar a remuneração variável na sua empresa?

Para ter uma remuneração variável, é importante que você possua alguma maneira de conseguir medir de maneira precisa as entregas e resultados que determinado cargo é responsável na organização. A comissão de vendas é muito usada justamente por isso – é fácil medir um desempenho em vendas.

Porém, é possível estabelecer metas de resultados para os mais diversos cargos, desde atendimento até cargos de gerenciamento ou executivos. Para medir esses resultados, é necessária a definição e o acompanhamento de indicadores individuais de performance e desempenho, baseados nas atividades de cada cargo. É importante que essa recompensa seja feita de forma justa – pois se não, pode gerar extremo descontentamento entre os colaboradores e afetar negativamente o clima da empresa.

Essa recompensa pode ser feita de diversas maneiras: a clássica comissão; sistemas de prêmios e incentivos, como viagens e capacitação; uma possível participação nos lucros da empresa no período, que faz com que o colaborador não se preocupe apenas com seus próprios resultados, mas sim com os resultados da empresa inteira.

Como isso pode te ajudar?

A remuneração variável é exercida através da busca por melhores resultados. Se o seu funcionário enxerga que quanto maior a qualidade de sua entrega, maior sua recompensa, vai estar muito mais engajado a buscar superar seus limites e motivado a ser cada vez melhor. Afinal, quanto melhor a sua performance, maior o seu prêmio.

Essa motivação reflete diretamente nos resultados do seu negócio, criando um sistema de competição interna onde não se tem colaboradores disputando para ver quem consegue passar a perna em quem – o que gera problemas no clima da empresa – mas sim colaboradores lutando para serem melhores do que eram ontem e superando seus limites.

 

É válido ressaltar que a remuneração variável não é a única maneira de gerar maior motivação em seus colaboradores, mas pode ser uma das maneiras mais fáceis de gerar incentivo estando em uma posição de gestor.

Toda pessoa trabalha esperando dinheiro. Isso por si só não gera uma motivação muito forte, pois já é visto como um pré-requisito, um fator mandatório. Porém, cabe a você usar isso a seu favor, e transformar algo habitual em um fator motivacional que pode alavancar a satisfação e os resultados da sua organização.

Compartilhar esta postagem