A importância de uma boa gestão

A importância de uma boa gestão

Uma boa gestão estratégica, sem dúvida, é um grande passo para que sua empresa consiga manter a estabilidade no mercado e assim crescer gradativamente. Por não haver uma gestão estruturada, a maioria das empresas que crescem rapidamente, acabam quebrando. Segundo um levantamento do Serasa Experian, sobre falências e recuperações, em 2012 cerca de 975 instituições entraram com pedido de falência no Brasil; já em 2015 foram realizados 1783 pedidos, sendo 923 de micro e pequenas empresas e a maioria delas por se afogar em dívidas.
Para exemplificar, a Unimed Paulistana enfrentou por anos uma crise financeira, fechando seu patrimônio líquido de 2014 em R$ 169 milhões e um passivo tributário de R$ 263 milhões. Diante dessa crise financeira, causada por anormalidades assistenciais e administrativas graves, a Unimed declarou falência em 2015.
Não existe um caminho que resolva todos os problemas das empresas que crescem rapidamente, mas observando os erros cometidos por outras podemos ter um melhor direcionamento. É visto que os principais erros são:
·        Falta de planejamento
·        Má gestão
·        Falta de inovação
Ter um planejamento estratégico para saber o que é a empresa e aonde ela deseja chegar é essencial, atentando-se aos objetivos, metas e prazos para que seja possível um acompanhamento de forma palpável. A ausência desse planejamento impede que o empresário tenha uma visão das ameaças e oportunidades externas e os pontos fortes e fracos da empresa, isso faz com que não exista direcionamento.
A maioria das empresas que entram no mercado não estabelecem metas e objetivos desde o início, o que dificulta a existência de uma gestão estruturada e voltada para resultados positivos. Vale também ressaltar que é preciso saber valorizar o capital humano para que a equipe seja direcionada ao crescimento contínuo e sustentável do negócio.
Não se atentar à inovação é muito comum entre as novas empresas, por isso não conseguem competir com as empresas que já estão no mercado, resultando em falência. Isso se deve a um mercado dinâmico e que está em constante mudanças.
Você já parou para observar sua empresa mediante este cenário? Ter bom planejamento, boa gestão e constante inovação pode fazer com que sua organização saia da estatística de falências e torne-se mais competitiva.

Compartilhar esta postagem