Como se comunicar efetivamente com seu cliente?

Como se comunicar efetivamente com seu cliente?

É de conhecimento de todos que clientes são extremamente importantes para qualquer empresa, afinal são deles que vem todo o faturamento que a organização obtém. Porém, uma dúvida comum sempre percorre na cabeça de todo empresário: como uma empresa deve se comunicar com seus clientes da melhor maneira?

Sempre sonhou em ter uma comunicação que, além de conquistar clientes, faz com que eles divulguem o seu negócio?

Pode parecer algo impossível, que apenas megaempresas conseguem, mas tomando certos cuidados e com muita disciplina, é possível obter ótimos resultados no brand building da sua empresa e, consequentemente, em seu faturamento.

Vamos te mostrar 4 direcionamentos para que você não erre na comunicação com seu cliente:

 

1 – Conheça o mercado e seu público-alvo

Primeiramente, deve-se conhecer o mercado no qual você está inserido e também qual é o seu público-alvo. Isso é a base de tudo o que será feito daqui para frente em relação ao seu marketing.

Conhecendo o mercado, você estará preparado para todos os entraves que aparecerem que podem prejudicar o seu empreendimento. Busque conhecer ao máximo os seus concorrentes, o segmento que você atua e também a região em que seu produto/serviço está inserido.

O público-alvo, como o nome se explica, é aonde você deve mirar. Não se consegue acertar algo que não tem conhecimento ou não sabe onde está. Seria como dar um tiro no escuro. Então nunca é demais saber sobre seu público-alvo. Leia, pesquise e busque opiniões de seus clientes. Em tudo se pode tirar algo para melhorar.

Caso você possua estratégias de marketing mais avançadas, é interessante estudar a viabilidade de criar uma buyer persona.

 

2 – Tenha em mente o que você quer

Para uma excelente campanha de marketing, saiba responder as seguintes perguntas:

O que quero comunicar?

Falhas de comunicações ocorrem a todo momento no mundo inteiro e, na grande maioria das vezes, o erro é do comunicador. Para ter uma comunicação plena é preciso saber exatamente o que se quer comunicar.

 

Para quem quero comunicar?

Aqui entra a questão do público-alvo ou da buyer persona. Dependendo do seu público, você deve agir de forma diferente. Muita atenção aqui: um mesmo ramo de atividade pode ter inúmeras opções de público-alvo, por exemplo: uma locadora de carros pode focar seu trabalho para executivos, agências de viagem, hotéis, empresas, dentre outros.

Quem são seus clientes? Ninguém melhor para te responder isso do que eles próprios.

 

Como devo comunicar?

A forma de comunicar tem muita relação com “para quem comunicar”. Considerando quem será atingido, deve-se adotar abordagem, linguagem e direcionamentos de estratégia diferentes.

Você conhece as características dos seus clientes? Tendo essa informação em mãos, você se comunicará da melhor forma com eles. Um bom exemplo é a Netflix, que usa falas de personagens das séries preferidas dos seus clientes ao fazer um atendimento com eles.

 

Onde devo comunicar?

Também bastante relacionado ao seu público-alvo, são os locais e meios em que a comunicação será feita. Não adianta fazer uma propaganda de um shampoo feminino num bar onde a maioria dos clientes são homens, ou a propaganda de um carro popular em um cassino de luxo.

Quais meios de comunicação seu cliente utiliza? Qual rádio ele escuta? Quais canais ele prefere? Tudo isso ajuda você a encontrá-lo e direcionar suas ações de marketing.

 

Para que quero comunicar?

É o último ponto, mas não menos importante. As pessoas estão esgotadas de propagandas! Todos estão a todo momento rodeados de anúncios.

Para onde quer que se olhe ou o que quer que faça, o indivíduo é atingido por uma propaganda influenciando-o a consumir tal coisa… Mas e por qual razão se deve consumir?

“Compre isso, porque você vai se sentir mais feliz”;
“Use isso, pois as pessoas irão te admirar”.

Com esse aglomerado de propagandas que existem no dia-a-dia de todos, as pessoas não prestam mais atenção a partir do “compre isso” ou no “use isso”, mesmo que depois a explicação seja boa. É preciso passar o porquê antes de tudo, transmita a sua causa, a razão da sua empresa existir. Venda a sua ideia e então, depois disso, todos prestarão atenção ao anúncio do seu produto/serviço.

Como explicado na renomada apresentação de Simon Sinek no TED, “Como grandes líderes inspiram ação”, o “Golden Circle” sugere o início pelo “porque”, como explicado acima, depois “como”, que são as ações práticas que você faz para alcançar o seu propósito, e então vem o “o que”, onde você diz o que efetivamente faz ou vende.

 

3 – Faça um planejamento de comunicação

Tudo que é feito sem um planejamento tende a dar errado. É muito importante sentar e planejar todos os seus objetivos com o que você está prestes a começar a fazer e de que forma chegará lá. Você deseja aumentar as suas vendas? Fidelizar os seus clientes? Atrair mais pessoas? Deve-se definir seus propósitos, afinal, “se você não sabe aonde quer chegar, qualquer caminho serve”.

As organizações normalmente definem um percentual do faturamento para investir em marketing, o que é muito importante para ter um controle, não investindo exageradamente e nem muito pouco. Defina um tanto que será saudável à sua empresa e faça o planejamento conforme explicado. É importante seguir o planejamento, sempre acompanhando os resultados e fazendo alterações nele caso necessário.

 

4 – Controle os resultados

É de suma importância saber se você está no caminho certo. Constantemente deve-se recolher informações para avaliar como estão resultando as suas ações de marketing. Mas como fazer isso? É bastante difícil, ainda mais que a maioria das empresas rodam mais de uma ação de marketing ao mesmo tempo, o que dificulta medir o retorno de cada uma separadamente, porém existem algumas formas de obter esse retorno.

Uma forma de medir tais retornos são as pesquisas de reconhecimento das marcas.

Para conseguir isso é preciso formular questionários, sair às ruas, aplicar tais pesquisas em uma amostra válida da população, processar todos os dados coletados e transformá-los em informações para a empresa, o que é muito difícil e demanda um tempo enorme, por isso é válido considerar a contratação de empresas especializadas para isso.

Caso você trabalhe com marketing digital, é mais fácil ter acesso aos resultados sobre o investimento – porém não menos trabalhoso.

Quando uma empresa conhece seus clientes, ela está um passo à frente da concorrência para se tornar Top of Mind. Quer conhecer mais sobre o conceito? Confira esse post no nosso blog!

 


 

Compartilhar esta postagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *